Falando sobre Animais Fantásticos e Onde Habitam


Sei que já faz um tempinho que o filme foi lançado mas bateu uma saudade tão grande do Newt e de seus animaizinhos que não aguentei e resolvi falar sobre o filme com vocês!

Animais Fantásticos e Onde Habitam (ou apenas AFEOH) é um spin-off da série de filmes/livros Harry Potter. A história, ambientada na década de 20, mostra-nos Newt Scamander, um mazioologista que chega em Nova Iorque com uma maleta cheia de criaturinhas mágicas. Alguns dos animais fogem da maleta, envolvendo a auror Tina Godstein e o no-maj (o modo como eles chamam os trouxas nos EUA) Jacob Wowalski. Em meio a isso, uma corrente anti-bruxos liderada por Mary Lou Barebone cresce, assim como o perigo contra o bruxo das trevas Gellert Grindelwald.


Newt Scamander é o autor do livro Animais Fantásticos e Onde Habitam utilizado pelos alunos de Hogwarts, sendo citado muitas vezes nos livros de Harry Potter. O próprio livro AFEOH foi publicado em 2001. As pessoas até se confundem ao achar que o livro AFEOH de 2001 conta a história do filme. O filme foi lançado em dezembro de 2016 batendo recorde de bilheteria, garantindo a continuidade da franquia. Há pouco tempo J. K. Rowling anunciou em seu Twiter que terão cinco filmes pela frente ainda!

Agora falando sobre o filme, não posso deixar de enfatizar o quão encantador e empolgante e parabenizo eternamente o diretor David Yates de ter orquestrado algo tão maravilhoso! O roteiro de J. K. foi impecável, assim como a computação gráfica mais que satisfatória e personagens muito cativantes. Jacob foi de longe o mais simpático de todos. Combinando sua ignorância sobre o mundo bruxo e seu humor, deu ar leve ao filme, divertindo-nos bastante (assim como as trapalhadas do animalzinho Pelúcio). Já o protagonista chegou ocupando um espaço no meu coração. Fofo, altruísta e carinhoso, Newt é a combinação que tudo que um herói deve ter.



Credence, personagem pouco conhecido pelo público antes da estreia, também ocupou grande espaço na tela. Erza Miller, como bom ator que é, trouxe-nos claramente a essência de Credence: um jovem perturbado, abusado por Mary Lou, carente, desamparado e triste. Grave, Tina e Queenie também foram excelentes personagens apresentados. Porém Serafina Picquery, a presidente da Macusa (Congresso Mágico dos Estados Unidos), me decepcionou. Ao ver os trailers, imaginei uma mulher poderosa, "badass" que surpreenderia os telespectadores. Mas no fim, ela só foi uma figurante, tendo uma participação quase irrelevante no filme.

Mas a grande surpresa que não esperei no filme era Grindelwald. Como já tinham divulgado anteriormente que AFEOH seria uma franquia, imaginei que ele seria ingressado na história no próximo filme e nesse somente citado. Por mais que rápida sua aparição, foi de grande significado. (Sem spoilers!)

AFEOH chegou abrindo um novo leque no mundo bruxo, podendo apresentar-nos nos próximos filmes não só a história de Newt, mas também a de Dumbledore, prometendo a todos os fãs uma nova chance de desbravar o mundo criado por J. K. Rowling.

Confira o trailer:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostaram? Comentem!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...