Mundos distópicos de grandes trilogias


ATENÇÃO: O POST A SEGUIR APRESENTA SPOILERS SOBRE TODA A COLEÇÃO DE LIVROS DE DIVERGENTE, DELÍRIO, LEGEND E JOGOS VORAZES.


Alguns dos maiores best-sellers americanos são distopias. Para quem não sabe o que isso é, distopia é um gênero literário em que o cenário da história é um mundo futurístico em que geralmente há uma sociedade opressora e os protagonistas são os revolucionários, “os mocinhos”, que procuram ou são envolvidos em mudar essa sociedade.

Best-sellers muito famosos, como Divergente e Jogos Vorazes, são exemplos de distopias. E assim, irei apresentá-los alguns mundos futurísticos de minhas distopias favoritas:

Divergente



Em toda sociedade, pessoas sempre têm comportamentos indesejáveis para um "bem estar social": covardia, desonestidade, falta de inteligência, egoísmo etc... O governo americano, determinado a mudar esses comportamentos, através de um processo de mudança de genes, tentou concertar essa natureza falha do ser humano. Assim, processos de manipulação genética foram sendo realizados em camadas da população. Porém, ao invés de corrigir os genes das pessoas, acabaram danificando-os. Por exemplo, se uma pessoa não é egoísta, não se autopreserva. Se a pessoa não possui agressividade, tira sua motivação ou habilidade de se impor.

O caos de instalou nos EUA e uma guerra acabou sendo travada entre pessoas de genes danificados, chamadas GD, contra pessoas de genes puros, chamadas GP. Essa guerra civil foi chamada de Guerra da Pureza e devastou o país, diminuindo a população pela metade. Após a guerra, para tentar corrigir os genes das população, antigas cidades foram adaptadas contendo pessoas de genes danificados e puros. O governo alterou parte dos genes dos GD e colocaram esses dois pequenos grupos na cidade. Para controlá-los e evitar problemas, separaram a população em facções a partir de sua personalidade e modificação genética: Abnegação, para pessoas altruístas, Audácia, para os corajosos, Erudição, para os sedentos por conhecimento, Amizade, para os bondosos e pacíficos e Franqueza, para os honestos. Com o passar do tempo e através de gerações e gerações, os genes seriam aos poucos retomados, chegando a sua pureza inicial. As pessoas que continham os genes puros ou mais próximos da pureza eram chamados de Divergentes.

Genial, não? Umas das coisas que mais amei quando li os livros foi como as coisas se completavam do primeiro ao terceiro volume. Em Convergente, tudo é esclarecido e sentimos uma sensação muito boa ao relembrar fatos do primeiro e segundo livro e pensar: "Então foi por isso!". É muito interessante tudo o que aconteceu para originar as facções e Veronica Roth nos apresentou com maestria cada ponto, sem deixar nenhum furo nos fatos. Divergente se tornou uma das minhas coleções favoritas logo de cara e o modo como a história me envolve foi coisa de outro mundo!

Legend



Em 2052, a humanidade viveu um caos. O aquecimento global e a poluição causadas pelo ser humano começaram a surtir efeitos negativos no planeta. As geleiras derreteram, aumentando o nível dos mares, terremotos em todos os lugares, mudanças de clima, costas de países e ilhas desapareceram e o cenário dos continentes mudam. Não só os continentes mudaram. A Antártida, antes lugar coberto de gelo, foi sendo povoada e logo de desenvolveu, se tornando um dos maiores polos tecnológicos do mundo e um país superdesenvolvido. A África se tornou uma das maiores superpotências na economia e os Estados Unidos foi uns dos lugares mais afetados sendo totalmente alterado.

Quando ocorreram os alagamentos em massa, o leste americano estava sendo começando a ser engolido pela água e a população em desespero se moveu para o oeste do país. Mas como eram pessoas demais, não estavam aguentando essa grande lotação nos estados então começaram a barrar a entrada das pessoas. Devido a isso, uma grande guerra foi travada entre os americanos e no final o lado leste se estabilizou e se organizou em um novo país: Colônias da América. O outro lado, se tornou a República. A guerra continuou a ser travada numa tentativa de ambos os lados a conquistar terras um do outro durante anos e grupos como os Patriotas surgiram numa tentativa de devolver aos EUA sua origem de antes.

A República, na tentativa de encontrar pessoas na população com maiores habilidades e vantagens físicas e intelectuais, criou a Prova. Esse "exame" era feito em toda a população e o resultado, que poderia chegar até 1000, determinava o emprego, ingresso nas melhores faculdades e a vida da pessoa. Em razão disso uma discrepância foi determinada na sociedade da República, seprando a população criando uma pouca camada rica e uma grande camada pobre. Em meio a isso, os caminhos de Day e June, duas pessoas de realidades tão diferentes, se encontram mudando não a vida de ambos mas a realidade da nação inteira.

O que mais pensei durante a leitura dos livros de Legend foi :"Será que poderia acontecer isso mesmo?" Um ponto muito legal é o fato que há a possibilidade de acontecer essas coisas no futuro. O aquecimento global e a poluição já são problemas. Suas consequências foram medidas por pesquisadores e são realmente devastadoras. Além de nos fazer viajar para o futuro, Marie Lu impõe uma crítica e um aviso à humanidade com destreza e perfeição. Não só pelo conteúdo distópico, mas também pela história e personagens em si. Assim, essa coleção maravilhosa se tornou uma das minhas trilogias favoritas.

Delírio



Após mais de 60 anos, o governo dos Estados Unidos  declarou o amor como a doença mais perigosa do mundo. Anos depois desenvolveram uma cura para o amor deliria nervosa. Todos os jovens ao completarem 18 anos passavam pela intervenção recebendo a cura. O que era celebrado e procurado no passado, agora era uma temida doença. Antes de receberem a cura os jovens de sexo diferente eram mantidos separados, tinham um toque de recolher e ao se relacionarem com jovens de outro sexo não-curados, era submetidos à prisão. Após a intervenção designavam um(a) marido/esposa para a pessoa e depois viveriam "felizes para sempre". Não havia amor entre casais. Não havia amor entre mãe e filho.

Todos os livros, músicas e filmes que celebravam o amor foram proibidos (mas não extintos pois grupos de adolescentes na internet ainda disponibilizam músicas e até organizavam festas escondidos do governo). A própria história da Bíblia foi alterada, expondo os riscos do deliria:
"O diabo invadiu o Jardim do Éden. Carregava a doença - amor deliria nervosa - sob a forma de uma serpente. Ela cresceu e floresceu e uma macieira magnífica, que trazia maçãs de cor tão viva quanto sangue."

O livro "Suma de hábitos, higiene e harmonia," ou "Shhh", possuidor de inúmeros provérbios que ensinavam os perigos do deliria, era um dos intrumentos usados nas escolas. Toda a nação era ensinada desde criança a temer o amor, mas como todos sabemos, tal sentimento não é tão simples de erradicar. Muitos que conheceram o amor de perto não queriam abrir mão desse sentimento. Assim, fugitivos e jovens organizavam-se em uma pequena revolta com o intuito de disseminar o amor no país novamente.

A trilogia Delírio é fantástica. Não há nada mais bonito que pessoas que lutam  apenas para terem a chance de poderem amar e ver outras pessoas se apaixonarem. É inspirador. A ideia do livro, tão original e bem construída é extasiante. Delírio vai ter sempre um espaço especial na minha estante e no meu coração.

Jogos Vorazes



Após guerras e revoluções, o antigo Estados Unidos da América tornou-se Panem, um país dividido em 13 distritos cada um responsável por uma atividade que sustenta o país, particularmente a Capital. O Distrito 13, por exemplo é responsável pela produção de produtos bélicos, enquanto o Distrito 11 é responsável pela agricultura. Porém, os Distritos vivem na miséria e submissão à Capital. Enquanto os nobres fazem festas e tomam substâncias para vomitar para comer novamente, a população nos Distritos são submetidas a fome, longas jornadas de trabalho e crianças que roubam uma maçã são chicotadas em praça pública.

Em um desejo de mudar a hierarquia entre a Capital e os Distritos, o Distrito 13 se revolta contra o governo e inicia uma revolução no país. Conflitos se iniciam e a superfície do Distrito é completamente bombardeada. A população muda-se para o subsolo e o 13, sendo o produtor das armas que a Capital utiliza, ameaça Panem com o poder bélico que possui, encerrando os ataques. A Capital divulga a mentira da total destruição do Distrito 13 mostrando-se vitoriosa. Para evitar novas revoltas e demonstrar poderio e dominação, cria os Jogos Vorazes. Os Jogos Vorazes é uma competição filmada e exibida em todo o país em que são sorteados um casal de adolescentes de cada um dos 12 Distritos para lutarem em uma arena até a morte sobrando somente 1 dos 24 tributos. Durante 73 anos, a Capital distribui medo e tensão em famílias que temem ver seus filhos sendos levados à morte

Suzanne Collins escreveu três maravilhosos livros que me emocionaram e me envolveram de tal forma que não consigo nem descrever. E, seguindo o sucesso dos livros, as 4 adaptações cinematográficas da trilogia foram perfeitas, sendo fiéis aos livros e passando as mesmas emoções que nós, leitores e fãs de Jogos Vorazes sentimos. Jogos Vorazes com toda certeza ficou marcado na história assim como ficou marcado em meu coração.

Enfim, se já leu alguma dessas trilogias ou conhece outros mundos distópicos, deixe seu comentário *-*


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostaram? Comentem!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...