#UniversoSéries Rise S01E01

Rise: será essa a nova queridinha dos gleeks?

Sinopse: Série produzida por Jason Katims (o criador de Friday Night Lights) e Jeffrey Seller(produtor da peça Hamilton). Baseada no romance homônimo escrito por Michael Sokolove, a trama contará a história do departamento de teatro do ensino médio de uma cidade operária. Dirigida por um professor apaixonado, os alunos e suas atuações são o orgulho de sua região.
Canal: NBC
Ano: 2018

Bem, foi um bom pilot, as atuações até que foram boas, a história bacana, e a temática da série ficou bem evidente. Problema: a forma de filmagem foi muito ruim, a câmera ficava mexendo e focava em alguém do nada, e  não combinou com a série em si. Além de que é um Glee reinventado. O pessoal que pensou nessa série teve coragem muito grande para apostar nesse gênero, sem medo de ser comparado com Glee, ou acusado de ser uma cópia. Espero que nos próximos episódios isso não se mostre verdade.

Minhas primeiras impressões: o piloto se desenvolveu em um ritmo acelerado, e tenho quase certeza que não se manterá no decorrer da série. Os produtores foram bastantes espertos porque o novo centro das atenções da indústria de cinema e de televisão é a representação LGBT e eles já introduziram na série transexualidade e homofobia. Ao meu ver, isso pode ser levado a duas vertentes: o clichê que já tem nas séries ou pode dar origem a uma história fantástica ou casal fantástico como qualquer outro que te envolve de uma forma louca (alô Skam e Grey'anatomy). Eu, particularmente, AMO essa temática e de tanto já ter visto, morro de medo de acabar isso se entregar à “mesmice”.

Enfim, sobre a série: um pouco clichê - mas quem não ama um clichezão estilo Rachel e Finn? - e uma “forçação” de barra aqui e li - como o boy do futebol que já foi no radicalismo "ou a peça é essa, ou eu não jogo". Agora uma parte que me chamou bastante atenção foi a do garoto que tem a família extremamente religiosa, e justamente ele foi escalado para interpretar um personagem gay. Se bem desenvolvido, será um plot muito bom na série.  Também, espero grande coisa do jovem que, me pareceu, fugiu do sistema adotivo e mora na sala de luz do teatro da escola.

Gostei do professor que começou a coordenar o teatro e de sua ânsia de novos ares em sua vida profissional. Quem nunca sentiu tédio ao ver como sua vida é a mesma coisa, e como seu trabalho não faz diferença na vida de ninguém que passar por você? Isso é realidade de muitas pessoas, e personagens como ele trazem aquele sentimento de compartilhamento de emoções que contribuem para cativar o telespectador.

Rise me chamou bastante atenção e continuarei a vê-la. Nunca fui fã de Glee, ou realmente acompanhei a série, mas sempre gostei (tenho até medo de animar vendo Rise e migrar para Glee de novo!). Rise tem um potencial grande para ser um destaque de estreia na Mid Season!

Ps.: Para os fãs de How I Met Your Mother de plantão, fiquem ligados que o professor que coordena o teatro é interpretado por Josh Radnor, o queridíssimo Ted Mosby!





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostaram? Comentem!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...